Algarve CriaTECH

Concluído

O Projeto Algarve CRIAtech “Projeto de Apoio à Criação de Empresas de Base Tecnológica do Algarve”, é promovido pela Universidade do Algarve, tendo como parceiros a Associação Nacional de Jovens Empresários – Núcleo do Algarve (ANJE Algarve) e a Associação Empresarial da Região do Algarve (NERA), apoiado pela Iniciativa NEOTEC no âmbito da tipologia Valorização do Potencial Empreendedor (VPE)

 

Desenvolvimento do Projeto

O projecto encontra-se estruturado por eixos de intervenção:

  • Eixo 1 - Estimular o aparecimento de novas ideias e oportunidades empresariais de base tecnológica na Universidade do Algarve em parceria com o tecido empresarial;
  • Eixo 2 - Apoiar a criação e início de actividade das empresas de base tecnológica resultantes do Concurso de Ideias realizado em 2004;
  • Eixo 3 - Criação de redes transnacionais de cooperação e transferência de tecnologia;
  • Eixo 4 - Coordenação, Avaliação e Divulgação do Projeto.

Cada eixo de intervenção desagrega-se em atividades tendo para cada uma dessas sido definida uma metodologia e um conjunto de indicadores de realização que possibilitarão avaliar os resultados finais, em termos quantitativos e qualitativos.

 

Principais atividades e resultados atingidos por Eixo de Intervenção

 

Eixo 1 - Estimular o aparecimento de novas ideias e oportunidades empresariais de base tecnológica na Universidade do Algarve em parceria com o tecido empresarial

a) Iniciativas de Promoção do Empreendedorismo:   

Concurso Ideias em Caixa 2007 (Julho a Dezembro de 07) - O CRIA dinamizou em 2007 o Concurso de Ideias para a Criação de Empresas de Base Tecnológica “Ideias em Caixa 2007”. Esta iniciativa teve uma organização conjunta do CRIA, ANJE Algarve e NERA, e contou com o alto patrocínio da Caixa Geral de Depósitos. O concurso teve um carácter transregional e transnacional, envolvendo a Universidade de Évora, o Instituto Politécnico de Beja, o Instituto Politécnico de Portalegre, o Instituto Politécnico de Setúbal e a Universidade de Huelva (Espanha), através das suas OTICs.

Continuação das reuniões da Plataforma FINICIA – o CRIA submeteu à apreciação da Plataforma um total de 11 projetos para elaboração do respetivo Plano de Negócios – Reuniões de 20 de Junho (8 projetos) e 18 de Outubro (3 projetos).

b) Conclusão do Levantamento do Parque Laboratorial, Competências de I&D e Serviços prestados pela Universidade do Algarve – disponível em www.ualg.pt/ID&T - apresentado publicamente no dia 12 de Dezembro no âmbito da INOVA 2007

c) Concursos de Inovação; Capital de Risco e Programas e Sistemas de Incentivos (Financiamento):

  • 11 Candidaturas ao FINICIA (Maio a Dezembro) para elaboração de Plano de Negócios e 1 uma para financiamento através de capital de risco;
  • Apoio na formalização de 3 Candidaturas ao Programa AUDAX (tendo uma delas sido selecionada para a fase final e cuja divulgação acontecerá brevemente no programa de televisão com o mesmo nome do Concurso (RTP 2);
  • 5º Concurso Poliempreende – 1.º a nível nacional – participação do CRIA nas diversas reuniões a nível nacional e forte empenhamento na preparação da divulgação do mesmo a nível interno na UALG.

 

Eixo 2 - Apoiar a criação e início de atividade das empresas de base tecnológica resultantes do Concurso de Ideias realizado em 2004

  • Continuação do coaching aos seguintes projetos empresariais: Gyrad, Dundllen & Vasques, Montaredes, Mercearia Bio e Multiserviços;
  • Atendimento e apoio permanente a empreendedores - procura-se apoiar a implementação e o início de atividade dos projetos empresariais. Neste processo destaca-se as ações de candidatura a sistemas de incentivo, a negociação de créditos bancários, o processo de constituição legal, a procura de espaços de localização, de licenciamento, e de incubação e o apoio nos primeiros contactos comerciais.
  • Necessidades de Formação – Realização em parceria com a Associação Nacional de Jovens Empresários – Núcleo do Algarve – de 2 ações de formação GENE (Geração de Novos Empresários) para reforço de competências dos jovens empreendedores ao nível da gestão empresarial. As ações encontram-se a decorrer, envolvendo um total de 30 formandos, e terão a sua conclusão em Janeiro e Fevereiro.

 

Eixo 3 - Criação de redes transnacionais de cooperação e transferência de tecnologia

O CRIA tem participado ativamente em várias redes relacionadas com a Inovação, Propriedade Industrial, Parques de Ciência e Tecnologia e Transferência de Tecnologia. A participação nestas redes é fundamental para a aprendizagem organizacional da própria UAlg nestas temáticas, em particular através da recolha de boas-práticas.

Em termos nacionais, podem ser referidas as redes:

- GAPI - GAPI – Gabinetes de Apoio à Promoção da Propriedade Industrial(http://www.gapi.pt/)

- OTIC - Oficinas de Transferência de Tecnologia e de Conhecimento (http://www.adi.pt/OTIC.htm)

- Tecparques – Associação Portuguesa de Parques de Ciência e Tecnologia (http://www.tecparques.pt/)

 

Ao nível internacional destaca-se a participação nas seguintes redes:

- Proton – Pan-European network of Knowledge Transfer Offices and companies affiliated to universities and other Public Research Organisations (http://www.protoneurope.org/)

- ASTP – Association of European Science & Technology Transfer Professionals (http://www.astp.net/)

- IASP – International Association of Science Parks (http://www.iasp.ws/)

- ISPIM - International Society for Professional Innovation Management (http://www.ispim.org/)

- Rede UTEN - A UAlg e a Universidade do Texas estão a desenvolver atividades no âmbito da recente colaboração que estabeleceram, resultado do protocolo de cinco anos assinado entre a Universidade do Texas em Austin e o governo português. A criação da rede UTEN (University Technology Enterprise Network), para estimular atividades de comercialização de ciência e tecnologia, será um aspeto crucial a dinamizar. Irá juntar as OTIC (oficinas de transferência de tecnologia e conhecimento), os GAPI (gabinetes de apoio à promoção da propriedade industrial), as universidades, os maiores parques de Ciência e Tecnologia de Portugal com o Instituto IC2 (Innovation, Creativity and Capital) e a Incubadora Tecnológica em Austin. Esta rede irá potenciar a troca de empreendedores e técnicos de transferência de tecnologia de forma a promover os projetos portugueses de base tecnológica no mercado global.

 

Eixo 4 - Coordenação, Avaliação e Divulgação do Projecto

  • Realização de 2 reuniões de coordenação do projeto com os parceiros;

 


 

Workshop: Tuna Route - A Rota Internacional do Atum
11 abril 2019 - 09:30
Universidade do Algarve, Campus da Penha, Complexo Pedagógico, Sala 2.20